Loading

“Dia do Cachorro” em empresa vira festa com 70 cães no escritório

A empresa farmacêutica veterinária MSD Saúde Animal criou uma tradição que deixa o ambiente de trabalho muito mais alegre e animado. A quinta edição do “Pet Day” no escritório de São Paulo foi mais uma vez um sucesso. É exatamente isso que você está pensando: os funcionários podem levar seus cachorros para ficarem um dia brincando pelos corredores do escritório. É quase uma convenção dos dogs!

A última edição aconteceu na semana passada (30) e reuniu nada menos do que 70 cãezinhos no trabalho. Essa iniciativa da MSD Saúde Animal foi criada há dois anos e a cada evento o número de cachorros só aumenta. A ideia é aumentar ainda mais o vínculo dos funcionários e fortalecer a cultura de carinho aos animais.

A ação foi feita numa sexta-feira com aquele acordo de “short Friday” na empresa, onde os funcionários só trabalham meio período. Eles são responsáveis pelos cachorros e precisam levar ração, água e um tapete higiênico. Os cães ficam soltos pelo escritório, correndo e se divertindo juntos. Na hora do almoço, os funcionários são liberados para casa.

Essa prática acontece em outras empresas do Brasil e do mundo e dizem que é muito benéfico para os funcionários. Um estudo feito pela International Journal of Workplace Health Management em 2012 analisou uma empresa que liberava os cães diariamente no escritório com seus donos.

O resultado comprovou que a galera que os levava para o trabalho tinham níveis de estresse muito menores durante o trampo. É bom para todo mundo, afinal, os cachorros ganham a companhia humana e de outros cães!

Como eles fazem?

O RH da empresa envia com antecedência um e-mail avisando do Pet Day. Os interessados precisam confirmar o interesse e cadastrar o cachorro que irão levar. O pessoal também indica que os cachorros não sejam agressivos, estejam vacinados e saudáveis. Uma fórmula simples para qualquer empresa imitar essa ideia!

Esse é o presidente da MSD, Edival Santos, com a Laila (Crédito: Letícia G. Forster)
(Crédito: Divulgação)
(Crédito: Divulgação)