Loading

Jovem se apaixona por cachorro no Economíadas e campanha na internet tem final feliz

Os jogos universitários simbolizam para os estudantes um momento ansiosamente esperado. É lugar de se conectar com pessoas novas, espaço para se divertir e colecionar memórias incríveis dessa fase boa que não tem volta.

O ex-aluno da ESPM, Marc Khalil, agora tem uma lembrança viva, inesperada e peluda do Economíadas de 2018, que rolou no feriado de 15 de novembro na cidade de Bauru, no interior de São Paulo.

Marc realizou quatro semestres na ESPM no curso de Ciências Sociais e do Consumo, mas saiu da universidade para realizar o sonho de virar cozinheiro. Entretanto, dois anos foram suficientes para Marc criar uma linda relação com a facul. O jovem entrou para a Bateria e criou laços fortíssimos de amizade, que fizeram ele participar do Econo de 2018 e vibrar a vitória da ESPM mesmo não sendo mais aluno da faculdade.

Durante a farra do Economíadas, Marc encontrou um novo amigo: um vira-lata pretinho com uma mancha no peito. O estudante não fazia ideia que esse encontro iria trazer algumas mudanças na sua vida a partir dali. O cachorrinho começou a seguir o Marc por todos os cantos, mesmo com outras pessoas dando comida e carinho para ele, não teve jeito: o vira-lata se apaixonou pelo integrante da Bateria.

A paixão foi recíproca e Marc apelidou carinhosamente o cachorro de Zezinho. Três dias bastaram para a dupla viver grandes momentos nos jogos universitários. Zezinho foi no ginásio, andou no ônibus da faculdade, vestiu a camisa do Jacarito, posou com medalha de ouro e encantou os amigos da bateria, que são como uma segunda família para Marc.

Mas no domingo e último dia do Economíadas, temendo que ele tivesse uma outra família, Marc não levou Zezinho embora de Bauru para a sua casa em São Paulo. E no instante em que entrou no ônibus sem o companheiro, ele se arrependeu da decisão: “No momento em que partimos e as pessoas comentaram que ele estava correndo atrás do ônibus, já foi o suficiente para me desestabilizar e me levar aos prantos. Eu precisava encontrar o Zezinho e trazer ele para a casa”, comentou em entrevista para o TikTalk.

Final feliz

Marc decidiu fazer um desabafo nas redes sociais, contou a história dele com o vira-lata e pediu ajuda para encontrar o Zezinho. O Jornal da Cidade produziu uma matéria sobre toda a história e Fábio, morador de Bauru, encontrou um cachorro com as mesmas características e mandou algumas fotos para o Marc, que reconheceu o seu parceirinho por causa da mancha no peito do Zezinho.

Uma outra moradora da cidade também se disponibilizou para ajudar o estudante: Fernanda Costa Teixeira. Ela cuidou do Zezinho e no último domingo (25), Marc levou o novo amigo para casa: “Me sinto o ser mais amado e iluminado quando eu estou com o meu neguinho. Vou acabar explodindo de felicidade…”

E nós também Marc!!!! 

Fernanda, Zezinho e Marc no último domingo (25).