Loading

Economíadas chega com rivalidade no esporte e atrações pesadas; saiba mais

O Economíadas, um dos principais jogos universitários da segunda metade o ano, está em contagem regressiva. A partir de quinta-feira (15), milhares de jovens vão migrar para a cidade de Bauru para o início da edição de 2018 do Econo. Serão quatro dias de muito esporte, festas open bar e muita integração.

Os participantes serão os mesmos dos últimos anos: Mackenzie, PUC-SP, Puccamp, FEA USP, FECAP, ESPM, Insper e FGV. Todas as faculdades terão os seus lugares de hospedagem para os alunos ou interessados. O agito já começa dentro dos próprios alojamentos, com algumas das faculdades organizando grandes festas ou tendas durante a tarde.

A galera também está de olho nas festas da Liga, realizadas nas madrugadas. E as atrações escolhidas foram de peso. Neste ano serão duas festas: a primeira, já no dia 15, terá os shows da Turma do Pagode e Dennis. Dois dias depois, no sábado, será a vez da dupla Bruninho e Davi e do DJ Pedro Sampaio agitarem o Economíadas.

No site Blacktag, o ingresso da primeira festa está R$ 120 e o da segunda R$ 90. Você também pode ter a opção de comprar o combo das duas juntas por R$ 180. Normalmente, quem fecha o Economíadas pelas faculdades já tem esses ingressos incluídos no pacote.

Rivalidade no esporte

Depois de vários anos de um domínio do Mackenzie e da USP no Economíadas, as últimas três edições foram diferentes e trouxeram não só novos protagonistas como também criou ou reacendeu grandes rivalidades. Em 2015, a ESPM finalmente saiu da fila e foi campeã dos jogos pela primeira vez.

O bicampeonato quase veio no ano seguinte, mas o título foi perdido no “tapetão” para o Mackenzie, em uma polêmica que rendeu muitos capítulos. Esse fato esquentou a relação entre as duas faculdades para o Econo do ano passado. Mas quem roubou a cena foi a FGV, a principal rival da ESPM. Depois de 26 anos, a faculdade pôde gritar o tão sonhado grito de campeão.

Portanto, nos últimos três anos, muitas coisas mudaram no Economíadas. Antes o que parecia um cenário consolidado, tipo um Real e Barça entre Mack e USP, teve dois novos campeões. Fato que deve ter acendido a chama de faculdades como a PUC e a FECAP. E, com certeza, a edição de 2018 ainda deve ter a USP tentando recuperar o espaço de protagonista que foi perdido nos últimos anos.

O Econo 2018 promete!